RIO+20

Alcoa apresenta modelo de mineração sustentável na Rio+20

Executivos da companhia também ministrarão palestras sobre energia e outros temas estratégicos

A Alcoa apresentará na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que ocorre de 13 a 22 de junho, o modelo de mineração desenvolvido em Juruti (PA).

Com participação em diferentes fóruns, a companhia fará ainda o lançamento da edição 2011 do Relatório de Sustentabilidade e os executivos da companhia ministrarão palestras sobre energia e outros temas estratégicos.

Para Franklin Feder, CEO da Alcoa América Latina e Caribe, a conferência é uma oportunidade para reunião e análise do progresso feito desde a primeira Cúpula da Terra, a ECO-92, e também para renovar o compromisso com o desenvolvimento sustentável. “Apesar do tamanho do desafio, a Alcoa não se exime da responsabilidade de começar e espera que a sociedade brasileira abrace essa ideia e torne o Brasil uma liderança nessa nova economia”, declara Feder.

Os debates da Rio+20 devem contribuir não só com esclarecimentos, mas também com ações efetivas. “A complexidade dos problemas é grande e, por isso, requer ampla participação de vários setores da sociedade, afinal, as soluções somente serão encontradas em regime de colaboração. E muitas delas virão por intermédio de respostas tecnológicas, por meio da inovação”, complementa o executivo.

A Alcoa tem um compromisso com a economia verde e trabalha para reduzir o uso de recursos naturais. Atua ativamente no respeito aos direitos humanos e à diversidade e está engajada no desenvolvimento das localidades onde está inserida. Além disso, o alumínio é um dos materiais mais lembrados quando se fala em reciclagem devido, principalmente, às suas propriedades que permitem que ele seja reutilizado infinitas vezes sem perder suas características físico-químicas, pela boa resistência e baixo peso, por ser um excelente condutor térmico e elétrico e por ter ótima resistência à corrosão.

Alcoa na Rio+20

Confira as atividades que a Alcoa participará na conferência:

Palestras da Alcoa no estande no Parque dos Atletas – espaço do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds):

- 20/06 (17h às 19h) – Lançamento do Relatório de Sustentabilidade da companhia

- 21/06 (17 às 18h) – Palestra Sustentabilidade na Geração de Energia com Ricardo Sayão, diretor de Energia da Alcoa América Latina Caribe

- 21/06 (18 às 19h) – Palestra Mineração e Sustentabilidade – Apresentação do Modelo Juruti Sustentável, com Nilson Souza, diretor de Sustentabilidade da Alcoa América Latina e Caribe.

Side event Visão 2050, promovido pelo Cebds no dia 22/06 às 11h no Riocentro, o evento contará com palestra de Franklin Feder, presidente da Alcoa América Latina e Caribe.

A Alcoa também participará como convidada dos eventos das seguintes instituições: International Chamber of Commerce (ICC), Associação Brasileira do Alumínio (Abal), Confederação Nacional da Indústria (CNI), Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), Fórum Amazônia Sustentável (FAS), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Instituto Ethos.

Relatório de Sustentabilidade

Aproveitando o momento da Rio+20, a Alcoa divulga, pelo nono ano consecutivo, o Relatório de Sustentabilidade da empresa. O documento traz informações sobre a atuação socioambiental da companhia durante o ano de 2011. O relatório abrange as atividades em seis localidades: Santo André (SP), Itapissuma (PE), Poços de Caldas (MG), São Luiz (MA), Tubarão (SC) e Juruti (PA) e para sua elaboração contou com a colaboração de representantes de ONGs, funcionários, comunidades, governo, fornecedores, entre outros importantes stakeholders.

Embora o ano de 2011 tenha sido desafiador, a Alcoa manteve seu compromisso com a sustentabilidade e promoveu avanços no relacionamento com as comunidades locais das regiões onde a atua. Também avançou no uso mais eficaz de energia e água e em iniciativas para redução de emissões de gases de efeito estufa.

O conteúdo está disponível no site www.alcoa.com.br.

Indicadores de Juruti

A mina de bauxita de Juruti (PA) foi concebida sob novos paradigmas para a mineração na Amazônia. Sem a pretensão de apresentar um modelo pronto e defnitivo de um projeto sustentável, acompanhia compartilhará suas experiências para implantação deste importante projeto de mineração no Oeste do estado do Pará.

Para que a chegada da empresa na região trouxesse benefícios para a comunidade, sem no entanto criar uma situação de dependência, a empresa – em parceria com cerca de 15 entidades e Organizações não Governamentais – desenvolveu o Modelo Juruti Sustentável, que é constituído por um tripé composto pelo Conselho Juruti Sustentável (Conjus), Fundo Juruti Sustentável (Funjus) e os Indicadores de Juruti.

Na Rio+20 a empresa fará o lançamento da segunda edição dos Indicadores de Juruti, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Este trabalho foi iniciado em 2007 e, a partir de uma ampla consulta à comunidade, definiu um conjunto de indicadores que permitissem avaliar a evolução do município.

O primeiro monitoramento, publicado em 2009, apontou caminhos e tendências nos mais diversos temas – saúde, educação, população, meio ambiente, agricultura e pecuária, desenvolvimento econômico, entre outros –, tendo como base o ano de 2008. Esta segunda edição apresenta informações atualizadas até o ano de 2010.

Sobre a Alcoa

A Alcoa Alumínio S.A. integra a Alcoa Inc, líder mundial na produção de alumínio primário, alumínio transformado, assim como a maior mineradora de bauxita e refinadora de alumina do mundo. Com atuação em 31 países, a Alcoa Inc. possui 61 mil funcionários e integra pela décima vez consecutiva o Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Presente na América Latina e Caribe desde o final da década de 50, a Alcoa conta com cerca de sete mil funcionários na região e possui operações no Brasil, Jamaica e Suriname.

No Brasil a companhia atua em toda a cadeia produtiva do alumínio, desde a mineração da bauxita até a produção de transformados. A Alcoa possui seis unidades produtivas e três escritórios distribuídos no Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal.

A empresa possui ainda participação acionária em quatro usinas hidrelétricas: Machadinho e Barra Grande na divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul; Serra do Facão em Goiás; e Estreito, entre o Maranhão e Tocantins. Em 2011, a empresa registrou faturamento de R$ 2.5 bilhões no Brasil. No mesmo ano, foi considerada referência em responsabilidade social e ficou entre as 21 empresas-modelo do Guia Exame de Sustentabilidade. Mais informações podem ser encontradas em www.alcoa.com.br.

Mais informações:

Carla Beraldo: (11) 3817-7927

Publicado em Online. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*