Curso de Produção de Sementes Florestais

No próximo dia 09 de outubro acontece o workshop de apresentação do Curso de Produção de Sementes Florestais.

O curso, realizado através de parceria entre o Instituto Florestal e a empresa Florestas Inteligentes, é um desafio para construir um padrão de trabalho com sementes florestais na região do Vale do Paraíba. A intenção é também proporcionar o diálogo entre viveiristas e produtores.

Outro ponto importante que será discutido durante o workshop é a Instrução Normativa 56/2011, editada pelo Ministério da Agricultura, que regulamenta a produção, comercialização e utilização de sementes e mudas de espécies florestais, nativas e exóticas.

Durante o workshop serão feitas as inscrições para o curso, que terá seis módulos e abordará diagnóstico da produção de mudas na região do Vale do Paraíba, perspectivas e metas para o setor, além de um panorama da produção de sementes. Serão ensinadas técnicas de escalada, além de abordagem sobre manejo, beneficiamento e armazenamento de sementes.

Programação:

8h30 às 9h – Abertura e inscrições

9h às 9h10 – Palavras da Comissão Organizadora

9h10 às 9h30 – Mesa de abertura

9h30 às 9h40 – Apresentação do Sistema Florestas Inteligentes

9h40 às 9h50 – Apresentação do conteúdo e motivações do Curso de Produção de Sementes Florestais, com Renato Lorza (Fundação Florestal)

Intervalo para café

10h15 às 10h35 – Palavras de Miguel Luiz Menezes Freitas, Diretor Geral do Instituto Florestal

10h35 às 12h – A Lei de Sementes – Marco Aurélio Ceccon (MAPA)

Intervalo para almoço

Programação da tarde:

- Debates sobre a lei e sobre a produção de sementes e mudas florestais do Vale do Paraíba

- Formação do grupo que integrará o Curso de Produção de Sementes Florestais.

Local: Auditório Professor Dr. Geraldo Guimarães – Departamento de Ciências Agrárias (Agronomia) – UNITAU – Estr. Mun. Dr. José Luiz Cembranelli 5.000 – Itaim – Taubaté – SP

As inscrições para o workshop podem ser feitas pelos telefones 11 3816 0186/3819 (Marcela) e 12 3626 1114 (Stella ou Eliana). O evento tem o apoio da Universidade de Taubaté (UNITAU) e da Fundação Florestal.

Sementes do Sustento

A coleta de sementes requer técnica, conhecimento das espécies e disposição. Existem hoje no país algumas redes que trabalham a expansão deste ofício como forma de investimento na preservação de nossos biomas. Como a Rede de Sementes do Cerrado, a Rede de Sementes do Xingu, a da Amazônia, a Rede de Sementes Florestais Rio-São Paulo, proposta que busca aumentar a oferta de sementes florestais nativas a partir da união do trabalho de instituições públicas e privadas, dentre outras.

Através do Programa Sementes do Sustento, a empresa Florestas Inteligentes promove a capacitação de famílias coletoras de sementes nas regiões onde estão implantados seus viveiros, incluindo treinamento de segurança, pois muitas vezes as sementes necessitam ser coletadas nas copas das árvores. Na cidade de Tremembé foi oferecido curso para coleta de sementes de espécies nativas da Mata Atlântica, e a empresa garante a compra das sementes coletadas, que são beneficiadas e cultivadas em seus viveiros, gerando renda e obtendo ao mesmo tempo sementes de boa qualidade.

Em Bauru, onde foi instalada recentemente sua segunda unidade de produção, estão sendo mapeadas famílias e pessoas que já trabalham com a coleta de sementes para formar uma rede de fornecedores, não só de espécies nativas de Mata Atlânticas, mas também do Cerrado.

Incentivar a coleta de sementes, capacitar famílias no entorno de unidades de conservação a identificar espécies, coletar sementes de boa qualidade que possam ser usadas na preservação de nossa biodiversidade e na recuperação de nossos biomas é fundamental para a promoção de uma ação socioambiental integrada.

Florestas Inteligentes

A necessidade de mudas adultas de espécies nativas da mata atlântica com a finalidade de reflorestamento e compensações ambientais moveu a empresa Florestas Inteligentes a investir no desenvolvimento de uma estrutura de produção que hoje se traduz em viveiros, fábricas de vasos biodegradáveis e terra vegetal.

A produção, cerca de 100 mil mudas/mês, inclui ainda terra vegetal enriquecida para garantir o crescimento e o desenvolvimento adequado das mudas e vasos biodegradáveis feitos a partir da casca de arroz que podem ser plantados com as mudas, transformando-se em nutrientes e evitando traumas ao torrão das árvores.

Mas o maior diferencial destas mudas adultas é o processo de produção. Os viveiros localizam-se dentro das Penitenciárias Edgar Magalhães Noronha (PEMANO) e CPP II, na cidade de Tremembé (Vale do Paraíba, São Paulo), e também no CPP Prof. Noé Azevedo, antigo IPA, em Bauru, e são cultivado por pessoas em processo de reabilitação social. Os reeducandos, como são chamados os participantes do Programa, recebem qualificação técnica em restauro florestal, viveirismo, horticultura e paisagismo através de parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queirós (ESALQ), e aplicam o conhecimento, preparando-se para voltar ao mercado de trabalho ao término do cumprimento da pena. Além disso, recebem um salário mínimo por mês, além de 10% do val or do salário recolhido em uma poupança que poderá ser acessada por eles quando cumprirem suas penas. Alguns destes profissionais qualificados já foram contratados por empresas da região, e até mesmo pela empresa Florestas Inteligentes. Em Bauru, a empresa está acertando parceria com a UNESP.

As atividades são desenvolvidas a partir de um convênio com a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) e com a Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel (FUNAP).

A Florestas Inteligentes nasceu com esta premissa em seu DNA, buscando desenvolver projetos socioambientais em que o homem é o centro da cadeia produtiva. Tudo começa com os coletores de sementes, de quem são compradas as sementes transformadas em mudas adultas. Nos CPPs, os reeducandos recebem qualificação técnica e cultivam as plantas, transformando a semente em muda adulta.

Todo este trabalho, embora recente, já rendeu à empresa o Prêmio Mário Covas de Excelência Gestão Pública no ano de 2010.

A empresa

Florestas Inteligentes (FI) é uma empresa com foco em conservação ambiental, inovação tecnológica e inclusão social. Sua base de atuação é a produção de mudas florestais, de espécies nativas e exóticas, para projetos de plantios comerciais.

Através deles, a FI atua não apenas na recuperação ambiental, mas também na valorização do homem e na inclusão social.

Sediada em São Paulo desde 2011, a empresa é pautada por negócios inclusivos, que conciliem a construção de um mercado viável, lucrativo e que promovam a inclusão de comunidades em área de vulnerabilidade social.

O objetivo é propiciar um sistema vivo, através do conceito ‘o homem e a floresta em pé’. O homem, através do trabalho, capacitação profissional e geração de renda. A natureza, representada pela floresta, através da produção de mudas nativas, implantação e manutenção de florestas.

A ação se iniciou na região do Vale do Paraíba, em Tremembé, onde foram desenvolvidos programas a fim de tornar nossa cadeia de produção o mais sustentável possível: Sementes do Sustento, que capacita pequenas famílias para a coleta de sementes; Tutor de Gente, que oferece trabalho e capacitação na área ambiental para os detentos (chamados em nosso programa de reeducandos) do Centro de Progressão Penitenciária Dr. Edgard Magalhães Noronha (PEMANO) através de uma parceria com a ESALQ/USP, uma das maiores referências do país em agronomia; Equipe Floresteens, que investe em educação ambiental para as novas gerações. Além destes programas, outros estão em fase de desenvolvimento, como o trabalho com dependentes químicos e criança s do ensino fundamental.

Em setembro deste ano, o Sistema foi expandido para o CPP Prof. Noé Azevedo, em Bauru, e a empresa está definindo os programas a serem desenvolvidos na região.

Em todas as etapas de nosso trabalho estão presentes projetos de capacitação de mão de obra, geração de renda e inclusão social. Para a Florestas Inteligentes, a cadeia de produção interessa mais do que o produto.

Mudas adultas, vasos biodegradáveis e terra vegetal de qualidade

As mudas adultas comercializadas pela empresa possuem altura mínima de 1m. Todas são fornecidas com certificado, em conformidade com as normas do Ministério da Agricultura. Mudas adultas têm maior capacidade de pegamento, exigem cuidados menores em sua manutenção e são mais resistentes.

Outro produto cultivado pelos reeducandos é a terra vegetal, composto por terra preta, argila, areia lavada, vermiculita, cama de cogumelo, esterco ovino, superfosfato simples, calcário e casca de arroz carbonizada, garantindo toda a nutrição adequada para o desenvolvimento de sementes e mudas.

Vasos 100% biodegradáveis de diferentes tamanhos, feitos a base de casca de arroz, substituem tubetes e invólucros plásticos, sendo absorvidos naturalmente quando transplantados, virando adubo. Ao serem plantados com a muda, evitam traumas ao torrão e contribuem para o melhor pegamento.

Mais informações:

(11) 3816-0186 / (11) 3816-0189

Publicado em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*