Volvo investe em logística reversa

Em janeiro de 2012, a Volvo iniciou um projeto chamado Green IT, que consiste na reciclagem de cabos elétricos, de telefone e de rede descartados como sucata. Os cabos enviados para a reciclagem são transformados nos cabos de rede utilizados pela empresa atualmente, cumprindo o processo de logística reversa. “Recebemos cabos de rede como bônus pela sucata que enviamos à Furukawa, nossa parceira no projeto”, explica Elizeu Oliveira, responsável da Volvo pelo projeto Green IT.

Em 2013, a Volvo enviou nove toneladas de cabos para reciclagem e vai receber de volta, em forma de bônus, 25 mil metros de cabos de rede reciclados para equipar seu novo bloco administrativo. A economia gerada pelo processo é de aproximadamente R$ 50 mil. Do ponto de vista ambiental, a vantagem é que  a reciclagem desta sucata evitou a extração de 880 toneladas de cobre para o meio ambiente, o envio de 4,5 mil toneladas de material contaminado com metais pesados para aterros industriais e o consumo de 89 mil KW/h de energia elétrica (energia suficiente para abastecer 596 residências durante um mês).

O Green IT iniciou em 2012, com o envio três toneladas de sucata de cabos para a Furukawa. O material retornou para a empresa, também como bônus, na forma de 30 caixas de cabos de rede, gerando uma economia de R$ 20 mil. A reciclagem desta sucata evitou a extração de mais de 287 toneladas de minério de cobre do meio ambiente, o consumo de 29 mil KW/h de energia (quantidade suficiente para abastecer 193 residências durante um mês) e evitou o envio de 1,5 toneladas de materiais contaminados com metais pesados para aterros industriais.

Sacos de Lixo 100% reciclados

Outro projeto que atende ao processo de logística reversa é a reciclagem da sucata plástica. Desde janeiro de 2013, a sucata plástica gerada nas linhas de produção de caminhões e ônibus da unidade fabril da Volvo, em Curitiba, cumpre o processo de logística reversa e e é transformada em sacos de lixo 100% reciclados, utilizados pela própria empresa.

A reciclagem da sucata e produção dos sacos de lixo são feitas pela empresa responsável pela coleta da sucata plástica gerada pela fábrica. Os materiais enviados para reciclagem são embalagens para proteção de peças, galões, fitas e tampas, entre outros materiais plásticos.

“Este projeto fecha o ciclo de uso dos recursos naturais. Vários outros resíduos gerados pela fábrica são reciclados e recolocados no mercado em forma de produto, mas não voltam direto para a fábrica”, destaca Fábio Tokuue, coordenador de tratamento químico e do Terminal de Resíduos da Volvo.

O projeto de reciclagem da sucata plástica reduziu em 75% os custos com a compra de sacos de lixo e melhorou a qualidade do material, já que o valor da venda da sucata é abatida do valor da compra dos sacos já reciclados.

Publicado em Banco de Práticas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

Uma resposta a "Volvo investe em logística reversa"

  1. Ariane Sales disse:

    Parabéns, adorei!!!