A liderança e a sustentabilidade

Acabamos de sair da conclusão da Rio+20, a principal conferência mundial sobre desenvolvimento sustentável depois da Rio 92.

Considero que um dos seus principais legados foi o reposicionamento empresarial. As empresas são vistas agora como parte da solução – fato explicitado no acordo político batizado de O Futuro Que Queremos. Já era tempo.

Considero que isso é fruto do amadurecimento das discussões e também de um movimento positivo das empresas. Muitas já entenderam que é frutífero para seus negócios colocar a sustentabilidade no centro da sua estratégia empresarial. Por outro lado, isso coloca uma pressão sobre elas: necessitam, de fato, mudar seus negócios buscando o equilíbrio entre os resultados econômicos, sociais e ambientais.

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo.




Compartilhar:
Tags:

 

twitter

Parceiros