O impacto social da educação através das instituições de ensino superior

Entenda como uma universidade pode transformar a comunidade local através do impacto social da educação

Por Sérgio Fiúza*

Para além da formação de profissionais nas mais diversas áreas, é papel de uma instituição de ensino superior levar conhecimento para toda a sociedade e transformar positivamente a comunidade, causando impacto social.

Ao longo dos séculos, as universidades eram focadas apenas na transmissão de conhecimentos para uma pequena parcela da sociedade, formada por por pessoas privilegiadas que dispunham da oportunidade de estudar e de se dedicar à vida acadêmica.

Mas, com o decorrer dos anos e com a evolução da sociedade, o papel da universidade vem se transformando – além da própria função do conhecimento, que representa a busca por melhorias na vida das pessoas e do planeta. Ou seja, o impacto social da educação está diretamente relacionado com o conceito de sustentabilidade.

Leia também: ONU convida universidades brasileiras a participar de iniciativas de impacto acadêmico

A relação entre instituições de ensino e sustentabilidade

Para Ricardo Voltolini, CEO da Ideia Sustentável e um dos principais especialistas em sustentabilidade empresarial, a sustentabilidade pode ser entendida como “um novo jeito de pensar e fazer negócios, com ética, integridade, transparência, respeito ao outro e à diversidade e cuidado com o meio ambiente”. E este conceito se estende também para as instituições de ensino.

Tornar uma universidade mais sustentável é torná-la comprometida com valores sociais e democráticos. Isto é, uma instituição de ensino preocupada com a sustentabilidade adota ações que promovem os conceitos citados acima, envolvendo alunos, funcionários, professores e a comunidade local.

Dica de leitura: A importância da acessibilidade em instituições de ensino.

Política de sustentabilidade

A melhor forma de garantir que uma instituição de ensino promova ações que impactem positivamente a comunidade local é adotar uma política de sustentabilidade.

Uma política de sustentabilidade é um documento que orienta as ações de uma empresa ou instituição para que ela seja mais sustentável. Além disso, tem a missão de transformar a cultura organizacional, incluindo a sustentabilidade no cotidiano da corporação.

Esse documento é elaborado por profissionais especializados, a partir de um estudo e análise do segmento, do mercado e da realidade da instituição, envolvendo todos os departamentos e stakeholders.

Universidades e o impacto social da educação

Se antigamente as universidades eram acessíveis apenas para uma pequena parcela mais privilegiada da população, atualmente elas têm atingido um maior número de pessoas.

De acordo com relatório da UNESCO, publicado em 2017, o número de universitários mais que dobrou no mundo entre 2000 e 2014, atingindo cerca de 207 milhões de estudantes.

Apesar de bem mais acessível que tempos atrás, o ensino superior ainda não está disponível para todos, e nem todas as pessoas podem usufruir dos conhecimentos desenvolvidos dentro dos muros das instituições de ensino. Ainda segundo a UNESCO, as universidades enfrentam amplas disparidades de acesso, especialmente para mulheres e populações negras.

A responsabilidade social das universidades

Além disso, as instituições de ensino recebem investimentos públicos e privados e impactam as cidades onde são construídas as suas unidades. Portanto, torna-se fundamental que as universidades dirijam-se à comunidade ao seu redor, até como forma de devolver à sociedade o que é investido na educação e promovam ações para diminuir as disparidades de acesso.

Além da sua responsabilidade social, as universidades têm potencial para transformar o mundo e podem contribuir – através de seus três pilares – com todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) instituídos pela ONU, principalmente com o ODS 4, que diz respeito especificamente à educação.

Saiba mais: Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Os pilares de uma instituição de ensino

Uma universidade é formada por três pilares de sustentação: ensino, pesquisa e extensão.

Enquanto o ensino relaciona-se com a formação profissional e educação dos alunos, a pesquisa consiste na contribuição para a ciência, por meio da construção de novos conhecimentos e descobertas.

Mas é principalmente por meio da extensão universitária que uma uma instituição de ensino ultrapassa os muros da universidade, levando conhecimento e serviços à comunidade a seu redor.

Como gerar impacto positivo na comunidade

O impacto social da educação, através das instituições de ensino, pode ocorrer de forma positiva através de ações que envolvam tanto a extensão universitária, quanto o ensino e a pesquisa, inclusive, de forma simultânea. Esses três pilares que sustentam a universidade são dinâmicos e atuam em conjunto.

Confira algumas ações e atividades que uma universidade pode exercer para impactar positivamente a comunidade ao entorno:

  • – Oferecer bolsas de estudo: um programa de bolsas de estudos é uma ação que, além de democratizar a educação e oferecer oportunidade para que estudantes com dificuldade financeira possam concluir uma graduação, é uma ótima forma de diminuir as taxas de evasão e garantir mais alunos matriculados e diversidade no ambiente escolar.
  • – Entender as reais necessidades da comunidade: a comunidade ao entorno pode se tornar um excelente corpus para a pesquisa científica. Ao compreender as necessidades da comunidade, os pesquisadores da instituição de ensino poderão desenvolver novos conhecimentos científicos para melhoria da qualidade de vida das pessoas e explorar conceitos, aplicando-os à prática.
  • – Oferecer serviços de extensão: por meio da extensão universitária, os profissionais e estudantes de uma instituição de ensino poderão aplicar e desenvolver seus conhecimentos ao mesmo tempo que oferecem serviços essenciais à comunidade local, de forma gratuita ou a baixo custo. Entre esses serviços estão: atendimento psicológico, médico e odontológico, atividades físicas, ensino de idiomas, alfabetização de adultos, atendimento veterinário, e muitos outros.
  • – Eventos abertos à comunidade: as instituições de ensino podem permitir a participação da comunidade nos eventos realizados em seu campus, como palestras, seminários, fóruns, eventos culturais, etc. É uma forma de levar as pessoas para o interior da instituição de ensino e promover a troca de conhecimentos e experiências.
  • – Adotar a sustentabilidade no plano pedagógico: formar profissionais alinhados com os conceitos de sustentabilidade e preocupados em melhorar a vida no planeta também é uma maneira de impactar positivamente a sociedade. Como tema transversal, a educação ambiental e a sustentabilidade podem – e devem – estar presentes na grade curricular de todos os cursos.

 

* Sérgio Fiuza é diretor de Mercado da Quero Educação, startup que já inclui mais de 450 mil estudantes no ensino superior brasileiro por meio da concessão de bolsas de estudo. Além disso, construiu também carreira acadêmica, atuando como professor na Fundação Dom Cabral e Fundação Getúlio Vargas, além de participar de projetos no MIT e na Michigan State University.



Quem já contratou




Leve essa ideia para sua empresa: Contate-nos

Compartilhar:
Tags:

 

twitter

Parceiros