Prêmio ODS Pacto Global reconhece ações em sustentabilidade

Práticas empresariais e de ensino que contribuem para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável receberam o Prêmio ODS Pacto Global 2019. Também foram premiados jovens profissionais que tem feito a diferença em suas empresas, atuando a frente dos ODS da ONU.

A Rede Brasil do Pacto Global busca, com o Prêmio,  incentivar projetos que promovam a sustentabilidade para a comunidade empresarial e instituições de ensino no Brasil, além de ampliar o engajamento de empresários e investidores com os ODS.

Saiba mais: Quais são os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

A entrega do Prêmio ODS Pacto Global contou com a presença de importantes nomes do setor empresarial brasileiro, entre eles, Ricardo Voltolini, CEO da Ideia Sustentável e idealizador da Plataforma Liderança com Valores. Os líderes discutiram sobre responsabilidade social e sustentabilidade.

Sob mediação de Carlo Pereira, participaram do painel de discussão sobre sustentabilidade: Ricardo Voltolini (diretor-presidente da Consultoria Ideia Sustentável), Marina Grossi (presidente do CEBDS), Ricardo Young (presidente do Conselho do Instituto Ethos), Sonia Favaretto (presidente do Conselho do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) e Paulo Branco (vice-coordenador do Gvces)

A cerimônia de premiação

O evento de premiação aconteceu no dia 16 de maio, em São Paulo, na Casa Natura Musical. Antes divulgação dos ganhadores, houve painel de discussões e algumas conversas com líderes que atuam promovendo a sustentabilidade e implantando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A abertura do evento foi realizada por Denise Hills, presidente da Rede Brasil do Pacto Global e líder integrante da Plataforma Liderança com Valores. Denise elogiou as empresas que estão envolvidas com os objetivos de sustentabilidade e discursou sobre a importância das parcerias para que se consiga alcançar as metas propostas pelos ODS. Ela lembrou, inclusive, que as parcerias estão previstas no ODS 17 e, portanto, são um dos objetivos da ONU.

Em seguida, Fernanda Cabral, da Imagina Você, apresentou pessoas da sociedade civil que são verdadeiros ativistas da sustentabilidade, que com suas narrativas do dia a dia, conseguem impactar o mundo. Além disso, falou sobre o poder que toda a sociedade tem – e cada indivíduo em particular – de expandir a discussão sobre os ODS e disseminá-los.

Já a jornalista Ana Paula Padrão, que foi a cerimonialista do evento, seguindo a linha de raciocínio sugerida por Fernanda, sobre as ações individuais, falou de sua atuação com o empreendedorismo feminino. Padrão citou dados sobre feminicídio e violência contra a mulher, disparidade salarial entre gêneros e a pequena porcentagem de mulheres em cargos de alta liderança. Disse, também, sobre o importante papel que as empresas privadas têm para transformar essa realidade.

Dica de leitura: Disparidade de renda indica urgência de ações em diversidade e inclusão

Discussão com líderes de sustentabilidade

Para o painel de discussões, a mediação ficou por conta de Carlo Pereira, secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global. Falando dos 10 princípios da Rede e citando Ricardo Voltolini, o mediador refletiu sobre propósitos. Argumentou, ainda, que muitas empresas estão aderindo aos ODS, e que as corporações que fazem parte do movimento da sustentabilidade têm maior desenvolvimento e vantagens no mercado. Sobre propósitos e valores, Carlo Pereira citou a última pesquisa da PwC, que demonstra um número recorde de demissões de CEOs e executivos.

Leia mais: Demissões de CEOs por falta de valores atingem índice recorde

No painel participaram Marina Grossi (presidente do CEBDS), Paulo Branco (vice-coordenador do Gvces), Ricardo Young (presidente do Conselho do Instituto Ethos), Sonia Favaretto (presidente do Conselho do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3) e Ricardo Voltolini (diretor-presidente da Consultoria Ideia Sustentável).

Durante a discussão, falou-se sobre a evolução dos Objetivos do Milênio, que antes abrangiam uma parcela da sociedade global, para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que incluem todas as pessoas e instituições. Discutiu-se também, sobre o papel das empresas e sobre o sentimento de pertencimento buscado pelos funcionários. Também foi falado sobre o novo olhar dos investidores para a sustentabilidade – e seus valores, como ética e transparência – e como a Bolsa de Valores está reagindo ao tema. Para isso, citaram como exemplo as cartas do investidor Laurence Fink, do BlackRock. Em relação à B3, a Bolsa de Valores oficial do Brasil, foi explicado que o formulário de ingresso – obrigatório para as empresas que desejam abrir seu capital – já está relacionado com os ODS.

Fechando o painel, Ricardo Voltolini falou sobre líderes com propósitos e valores. Uma liderança consciente é fundamental para transformar a cultura organizacional e implantar a sustentabilidade nas empresas.

Entrega dos prêmios

Entenda como funcionou a premiação e quem foram os vencedores do Prêmio ODS Pacto Global.

Categorias e critérios

Os projetos foram inscritos nas categorias Empresas, Academia e Jovens Profissionais. Para as categorias Empresas e Academia, os cases foram submetidos em um dos 5 Ps do Desenvolvimento Sustentável – Pessoas, Planeta, Paz, Prosperidade e Parcerias -, com um selecionado em cada divisão.

Os projetos foram avaliados e escolhidos por um corpo de jurados independentes.

Para a escolha dos cases das categorias Empresa e Academia, foram considerados os seguintes critérios: Impacto na Ponta; Grau de Inovação; Gestão e Qualidade.

Já para a categoria Jovens Profissionais, os critérios avaliados foram: Impacto no sucesso da empresa; Inovação; Mobilização; Aderência aos 10 Princípios do Pacto Global; Engajamento da empresa com o Pacto Global.

Vencedores

Confira os vencedores de cada categoria do Prêmio ODS Pacto Global.

Grandes Empresas

  • – Eixo Parcerias: Ações Educativas de Eficiência Energética (Neoenergia)
  • – Eixo Paz: Projeto Internet Sem Bullying (COPEL Telecom)
  • – Eixo Prosperidade: Enel Compartilha Empreendedorismo (Enel Brasil)
  • – Eixo Planeta: Living LAB em Campinas (CPFL Energia)
  • – Eixo Pessoas: Projeto Florada (3 Corações)

 

Pequenas e Médias Empresas

  • – Eixo Parcerias: Valorização da Neurodiversidade (Specialisterne Brasil)
  • – Eixo Prosperidade: Brindes Upcycling (Netza Promoções e Eventos)
  • – Eixo Planeta: Reciclagem a Seco de Embalagens Plásticas Contaminadas (Eco Panplas).
  • – Eixo Pessoas: Estúdio Escola de Animação (Baluarte)

 

Academia

  • – Eixo Prosperidade: Horticultura Orgânica em Comunidades Socialmente Vulneráveis no litoral do Paraná (Unespar)
  • – Eixo Planeta: Horta Comunitária: Novos Caminhos e Saberes (Universidade Metodista de São Paulo)
  • – Eixo Pessoas: Planejamentos de empreendimentos sociais – PUC-RJ/IAG Business School

 

Jovens Profissionais

  • – Juliana Oliveira (Nestlé)

 

Ricardo Voltonili foi um dos grandes nomes da sustentabilidade que participaram da discussão sobre o tema durante o Prêmio ODS Pacto Global 2019

 

O Prêmio ODS Pacto Global recebeu apoio de empresas patrocinadoras e parceiras da Plataforma Liderança com Valores, como Cervejaria Ambev, Natura, MRV Engenharia e Klabin S. A. A Ideia Sustentável foi uma parceira institucional da iniciativa, compondo, também, a banca avaliadora.

Para mais informações sobre o Prêmio ODS Pacto Global, acesse o link: www.pactoglobal.org.br/premio-ods/




Compartilhar:
Tags:

 

twitter

Parceiros